quinta-feira, 28 de abril de 2016

CRÓNICA DA CORRIDA DE ALTER DO CHÃO




Hino à Tauromaquia A tradicional corrida de touros em Alter do Chão contou com uma entrada de público que quase na totalidade preencheu o tauródromo alentejano.
 Toros com presença, com seriedade, e em termos de bravura os de Maria Guiomar Moura a superarem os de Rodolfo Proença.

 Quanto aos cavaleiros a darem tudo o que tinham, podiam e o que os oponentes deixavam, sendo que João Moura Caetano com momentos de elevada inspiração porfiou na brega, entregou-se na reunião e explodiu em arte. 

No seu primeiro uma das farpas é de nota altíssima, nos curtos com sapiência e toureiria e no segundo a causar frisón nas bancadas com o cavalo Temperamento. Este Caetano, em época comemorativa deu mostras que está na “luta” para ser triunfador da temporada.

 João Moura Júnior com um brinde simpático aos irmãos João Tomás e Madalena, mostrou que vinha disposto a querer manter-se em voos altos na competição taurina, disputando a cada atuação um lugar de destaque. Nos curtos com ladeios de brega e momentos de cravagem com classe deixou aqui a sua marca que o levou a conquistar o troféu em disputa-D. José de Atayde. Na segunda atuação não atingiu a notoriedade da primeira, mas a entrega e os momentos de pormenor fizeram a marca de Moura Júnior. 

Miguel Moura, veio meter-se na rivalidade entre primos (Caetano e Moura) e de que maneira, recebeu e dobrou-se com o oponente, e mostrou que quer ter posição cimeira. Nos curtos atacou e aguentou e mostrou estar moralizado para uma temporada que vai ser de elevada competição. No que fechou praça, tentou agigantar-se e fechar com “chave de ouro” um espectáculo maravilhoso, de uma boa tarde de touros, conseguindo com muita determinação.
 Nas pegas, os oponentes não dificultado, estiveram na “corrida” para o prémio Luís Saramago, todos os seis forcados de cara, sendo Bruno Palmeiro do G.F.A. de Montemor a levar o prémio. Foram ainda solista os forcados Tiago Carvalho, Marco Pires, João Tita, João da Câmara e José António.

 O bandarilheiro Amâncio Grilo foi muito justamente homenageado pelos 50 anos como profissional do toureio.






Mário Mil Homens
 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS