quarta-feira, 27 de abril de 2016

Crónica do festival de Santo António das Areias





Com razoável presença de público, foram lidados toiros de João Ramalho de comportamento desigual, o primeiro dos quais que tocou em sorte (azar) a Rui Salvador era "uma encomenda" que só a sua raça e toureiria o conseguiu "por em ordem".
Já o que tocou, este sim em sorte a Miguel Moura era de óptima qualidade permitindo ao mais jovem dos Mouras uma excelente actuação cotando-o como triunfador.
O troféu cuja autoria desconheço destinado ao melhor grupo de forcados, ganho pelos Amadores de Cascais, era (é) uma obra  de arte.
Parabéns ao autor.






José Luís Figueiredo

 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS