segunda-feira, 11 de julho de 2016

COMUNICADO DA PROTOIRO SOBRE O FALECIMENTO DO MATADOR DE TOIROS VICTOR BARRIO

A Protoiro vem lamentar profundamente a morte do matador de toiros espanhol Vitor Barrio, ontem, na praça de toiros de Teruel (Aragão).

Orson Welles disse que "os toureiros são actores a quem acontecem coisas de verdade". Nos nossos dias artistas e desportistas arriscam a sua vida nas suas profissões, mas só os toureiros e forcados o fazem por razões éticas.

O toureiro é um criador diante do perigo. Só na tauromaquia o artista oferece eticamente a vida a um animal como forma de máximo respeito por este. Ontem, o toiro aceitou a oferenda e tirou a vida de Vitor Barrio. O seu nome junta-se a uma galeria de artistas, onde, entre cavaleiros, matadores e forcados, consta o matador português José Falcão, que em 1974, perdeu a vida na praça de toiros de Barcelona. Barrio acaba de entrar para a galeria dos heróis que deram a vida pela arte e ganharam a glória das arenas.

Os nossos pensamentos estão com a sua família e amigos.


 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS