segunda-feira, 25 de julho de 2016

CRÓNICA DE SETÚBAL - POR JOSÉ LUIS FIGUEIREDO


A Carlos Relvas em Setúbal, foi no passado sábado palco para uma grandiosa corrida de toiros.
Foram lidados, seis exemplares da ganadaria Charrua que à excepção do primeiro da ordem, foram de excelência, alguns mesmo de "primeira água", justa chamada do ganadero à arena.
CAVALEIROS
João Moura Caetano - Após a "lide" do primeiro, um manso perdido, sem condições de lide, tocou-lhe em sorte um toiro extraordinário que investia de todo o lado, com codicia e nobreza o qual Moura Caetano dignificou com uma soberba lição de bem tourear a cavalo, uma brega envolvente, levando o toiro embebido na montada, deixando-o colocado para ferros de antologia. Um hino à arte de bem tourear a cavalo.
João Telles Jr. - Muito bem no seu primeiro, um manso encastado que investia por direito, mas foi no segundo que Telles abriu o livro, ministrando-lhe uma brega maestra e intencional. Na ferragem, esteve soberbo, empolgando a assistência. São actuações destas que nos enchem a alma.
Mara Pimenta - Entalada entre dois monstros do toureio, Mara acusou a pressão, esteve muito nervosa e muito aquém do esperado, teve no entanto bons momentos de toureio que atestam que esta menina toureira, vale muito mais. Sem pretendemos ensinar a missa ao vigário, nem tão pouco por em causa o valor da sua jovem quadrilha, pensamos que um bandarilheiro mais interventivo e conhecedor seria importante na sua equipa.
FORCADOS
Amadores do Ribatejo - Sabemos não ser fácil "disfarçar", a saída de forcados como Machacaz e mais recentemente João Guerreiro e Pedro Coelho, porém ao grupo, comandado por Pedro Espinheira, urge uma profunda remodelação sem a qual não será possível manter o nível a que nos habituou.
Amadores de Alcochete - Nuno Santana tem pela frente, uma enorme (boa) dor de cabeça dirigir tantos e bons forcados já com provas dadas e ainda dar oportunidades aos muitos outros que esperam a sua vez.
José Luís Figueiredo

 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS