quarta-feira, 31 de agosto de 2016

À conversa com a Associação Portuguesa de Criadores do Cavalo Puro sangue Lusitano

Dia 8 de Setembro, às 19h00, estaremos à conversa com Emídio Pinto e João Ralão Duarte para falarem sobre o cavalo lusitano no toureio.



TROFÉUS DA TERTÚLIA FESTA BRAVA A 26 DE NOVEMBRO

Com data já marcada,  a tertúlia Festa Brava vai mais um ano distinguir os triunfadores da temporada 2016.
Marque na sua agenda - 26 de Novembro 2016 na Azambuja.

ESCOLA DE TOUREIO JOSÉ FALCÃO COM MUITA ACTIVIDADE ESTE FIM DE SEMANA

ESTE SÁBADO 3 DE SETEMBRO, ACTUAM OS ALUNOS JOÃO MARTINS NO IX CERTAME DE NOVILHADAS SEM PICADORES "RIBERA DEL TAJUÑA" EM VILLAREJO DE SALVANÉS
(MADRID) E JOÃO D`ALVA NA NOVILHADA DE MONTEMOR DO 2º CICLO DAS ESCOLAS DE TOUREIO.

Corrida de 18 de Setembro em ALMEIRIM, Corrida das Vindimas 2016


A Corrida de Toiros das Vindimas 2016, que este ano terá um concurso de ganadarias, sendo também uma corrida com o apoio dos municípios da Região do Vale do Tejo, onde a vindima e o vinho, têm uma elevada importância no tecido económico de toda esta região.

Cavaleiros:

- Luis Rouxinol
- Filipe Gonçalves
- Duarte Pinto

 Forcados:

- Amadores da Chamusca
- Aposento da Moita

  Toiros:

- Herdeiros de Paulino da Cunha e Silva
- Prudêncio
- Manuel Veiga
- José Luis Vasconcelos de Sousa d`Andrade
- São Marcos
- Jorge Mendes

DIOGO MIGUEL PESEIRO CONQUISTOU BARRANCOS

 De capote e em bandarilhas pôs o público de pé, em grandes ovações. Com a muleta, arrimou-se de verdade, diante do forte novilho de Murteira Grave, no meio de grande ambiente. No final, e logo à primeira, uma sensacional estocada até ao punho fez rodar de "patas arriba" e sem puntilha, entre o delírio do público que enchia a Praça da Liberdade. Diogo Miguel Peseiro foi premiado com 2 orelhas e sacado em ombros, por entre gritos de "torero, torero"! Quem lá esteve testemunhou tudo isto!

Comunicado da Empresa "Montemor é Praça Cheia":


A empresa “Montemor é Praça Cheia” informa que, por motivos de lesão originada num ombro contraída na passada sexta-feira na praça espanhola de Montehermoso (Cáceres), o cavaleiro João Moura Caetano será substituído pelo cavaleiro Filipe Gonçalves, na corrida de toiros que terá lugar no próximo Domingo, dia 4 de Setembro pelas 17 Horas, na Praça de Toiros de Montemor-o-Novo.


Desta forma, a tradicional corrida da Feira da Luz - que este ano será também de homenagem a Mestre Luís Miguel da Veiga - será composta pelos cavaleiros Filipe Gonçalves, João Moura Jr. e João R. Telles Jr., estando as seis pegas a cargo do Grupo de Forcados Amadores de Montemor. Lidam-se seis toiros da ganadaria de Jorge Mendes.


Montemor-o-Novo, 31 de Agosto de 2016


A empresa “Montemor é Praça Cheia”

COMUNICADO DE JOÃO MOURA CAETANO

O Cavaleiro João Moura Caetano vem por este meio dar conhecimento, que a contusão que sofreu no passado dia 20 de Agosto na Praça de Bohonal de Ibor em Espanha, lhe causou uma rotura de ligamentos no ombro direito que o incapacita de tourear por um período mínimo previsto de duas semanas pelo que não poderá estar presente nas Corridas de Cuba, Montemor-o-Novo e Alburquerque , para as quais está anunciado durante este período.

DIA 10 DE SETEMBRO, GRANDIOSA CORRIDA DE TOIROS EM MOURA


VIDEO PROMOCIONAL DA CORRIDA DE DIA 8 DE SETEMBRO



Francisco Romão Tenório: “Esperança e confiança” são os seus sentimentos para 8 de Setembro, no Campo Pequeno



Esperança e confiança são os sentimentos que o ganadero Francisco Romão Tenório demonstra face à corrida de 8 de Setembro, no Campo Pequeno, para a qual enviará um curro de toiros da sua divisa.
Esperança, na qualidade dos toiros que apartou para essa noite. “Que sejam tão bons como os das corridas já lidadas testa temporada”. Confiança, “pela experiencia que os artistas que os vão lidar têm, não só do encaste Murube-Urquijo, como experiência na lide de toiros da minha ganadaria”, acrescenta.
Embora alertando para o risco que constitui fazer antevisões sobre o comportamento do toiro em praça, sublinha o facto de a sua ganadaria ser uma das preferidas pelas grandes figuras do toureio a cavalo da actualidade. “É muito gratificante para mim, enquanto ganadero, saber que as grandes figuras da actualidade gostam de tourear os meus toiros, pelos grandes êxitos que lhes têm proporcionado”.
Falando especificamente dos toiros para 8 de Setembro, Francisco Romão Tenório diz que “estão bem no tipo do respectivo encaste (negros de pelagem, ligeiramente bragados, menos cabanos do que por vezes sucede com os ‘Murube-Urquijo’) com caras muito harmoniosas e pesos que, por certo, lhes permitirão boa mobilidade”.
Faz ainda votos para que saiam “bravos e nobres”.
O ganadero acredita que os seus toiros poderão, mais uma vez, proporcionar momentos muito agradáveis, tanto para aos cavaleiros como para o público e manifesta o seu orgulho em vê-los lidar por figuras da máxima dimensão como João Moura, Pablo Hermoso de Mendoza e João Moura Junior.
Francsico Romão Tenório deseja igualmente “uma noite de grande êxito para os grupos de forcados amadores de Tomar, Portalegre e Aposento da Chamusca”, endereçando ainda os seus parabéns ao grupo de Tomar pela comemoração dos seus 60 anos de actividade.
A ganadaria de Francisco Romão Tenório procede da de António Barbeiro e foi adquirida pelo seu actual proprietário, no ano de 2000. O seu efectivo inicial, formado por reses de Camarate e Gama, foi sendo progressivamente eliminado e substituído por vacas e sementais de Los Espartales, provenientes de Murube-Urquijo, constituindo assim o seu encaste actual.
Com um efectivo de cerca de 100 vacas de ventre, a ganadaria pasta na Herdade da Tavares, no concelho de Arronches, tendo a sua antiguidade sido estabelecida com data de 13 de Setembro de 2001, na Moita do Ribatejo.

VIDEO RESUMO DA GRANDE LII CORRIDA RTP



A APOTEOSE DO TOUREIO A CAVALO


Desde 2007 que não toureavam juntos mas, a 8 de Setembro, voltam a encontrar-se no Campo Pequeno para uma noite de apoteose do toureio a cavalo.
Após 9 anos de interregno, João Moura (pai), Pablo Hermoso de Mendoza e João Moura Júnior voltam ao Campo Pequeno com a intenção de reeditarem o êxito da noite de 3 de Maio de há 9 anos, quando os três saíram apoteoticamente em ombros, pela porta grande.
Foi uma noite especial para os Moura, mas também para Pablo. João Moura pai deu alternativa de cavaleiro tauromáquico ao seu filho João, assegurando assim a continuidade da ligação familiar ao toureio a cavalo. Por seu turno, Pablo Hermoso, que apesar do estilo próprio que criou nunca ocultou as profundas influências “Mouristas “ do seu toureio, foi a testemunha deste acto simbólico. Seis actuações que redundaram em apoteose.
Nove anos depois reencontram-se numa arena que tem o maior significado nas suas carreiras.
João Moura pai vem ao Campo Pequeno aureolado por dois grandes triunfos aqui obtidos nesta temporada, a 19 de Maio, na comemoração dos 10 anos da reinauguração do Campo Pequeno e 28 de Julho, na corrida comemorativa dos 50 anos de alternativa de Luis Miguel da Veiga. Actuações plenas de categoria, de um cavaleiro que marcou de forma indelével a tauromaquia mundial nos últimos 30 anos, justificativas da sua condição de primeiríssima figura de sempre.
Pablo Hermoso de Mendoza, expoente máximo do rejoneio, tem com a Praça de Toiros do Campo e o seu público uma empatia muito especial. Pablo reconhece no público de Lisboa a extrema exigência no que a si e ao seu toureio respeita mas, o público de Lisboa, reconhece-lhe o seu compromisso constante com a superação, na forma e no conteúdo do seu toureio e no arranjo dos seus cavalos. Pablo “dá-se” ao público do Campo Pequeno e este como que se lhe “entrega” sem reservas.
Por se turno, João Moura Júnior conquistou o estatuto e o reconhecimento de um cavaleiro com créditos firmados. É inquestionavelmente uma figura do toureio a cavalo. Tem uma carreira internacional e nacional perfeitamente consolidada, o que o leva a ser um artista extremamente criterioso no número e local das suas actuações em cada temporada. Hoje em dia é um cavaleiro para grandes datas e grandes feiras, privilegiando a qualidade à quantidade, simbolizando assim a maturidade artística entretanto alcançada.
Contribuem também para a expectativa que rodeia esta corrida o trapío dos seis toiros anunciados, da ganadaria de Francsico Romão Tenório, a mesma ganadaria que lidou na famosa corrida de há 9 anos.
A expectativa adensa-se ainda com a competição entre os grupos de forcados amadores de Tomar, a comemorar 60 anos de actividade, Portalegre e Aposento da Chamusca, capitaneados respectivamente por Marco Jesus, Francisco Paralta e Pedro Coelho dos Reis, tudo levando a crer que esta corrida será uma das de maior impacto da “Temporada Extraordinária” que o Campo Pequeno delineou para 2016.

PADILLA E MANUEL DIAS GOMES TRIUNFAM

Os matadores de toiros Juan Jose Padilla e Manuel Dias Gomes, duas das próximas contratações do Campo Pequeno, triunfaram nos compromissos a que compareceram nos últimos dias.
O espanhol Juan Jose Padilla, cortou três orelhas e saiu em ombros no final da corrida de domingo, em Ejea de los Caballeros.
Manuel Dias Gomes, o mais recente matador de toiros português, actuou na sexta-feira, num festival em Retuerta del Bullaque (Ciudad Real) tendo cortado duas orelhas e saído também em ombros.
Padilla e Manuel Dias Gomes actuarão juntos no Campo Pequeno, a 29 de Setembro. Padilla repete como triunfador da corrida da sua estreia, a 14 de Julho e Dias Gomes apresenta-se como matador de toiros na primeira praça do país.


GALERIA DA CORRIDA DE SÃO MANÇOS - POR FERNANDO CLEMENTE

















































 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS