sábado, 27 de agosto de 2016

CAMPO PEQUENO CORRIDA TV - UM HINO À FESTA BRAVA

A corrida TV, na passada 5ª feira na monumental lisboeta, foi um hino à tauromaquia, são corridas destas, que alimentam o nosso ego e fazem novos aficionados.
TOIROS
De imponente apresentação, bem fisicamente a chegar ao final das lides ainda disponíveis, a investir com classe, nobreza e seriedade a obrigar, toureiros e forcados, a estar bem, pois não estavam perante "babosas" antes pelo contrário, verdadeiros toiros de lide, foram eles os principais "culpados" do êxito da corrida - É até ao momento o curro da temporada.
                                                            
CAVALEIROS
António Telles - Imponente e magistral  logo no primeiro comprido, com o toiro nos médios disse ao que vinha, bregas fabulosas, com o toiro sempre ligado, ferros frontais de alto a baixo e remates de excelência - Uma noite de sonho.
Luís Rouxinol - Iniciou a função com três compridos de excelente execução, com os ferros todos cravados em "su sitio". O toiro não era fácil "emparelhava" mas Rouxinol foi buscar o Douro e acabou com o quadro, toureiro e cavalo em perfeita simbiose - Pura magia.
No seu segundo e após três compridos de campeonato montou a viajante, embarcou-nos numa linda viagem, onde com três curtos de antologia e um palmo, em sorte frontal, culminaram uma viagem que deixou, todos os viajantes a querer, embarcar de novo.
Marcos Bastinhas - A receber, ambos os toiros, à porta da gaiola, nos compridos citou de largo, a dar primazia aos toiros e cravou  ferros à tira, onde a perfeição foi apanágio, continuando com ferros curtos de belo efeito, em cites frontais e um par de bandarilhas nos médios, como manda a tradição.
Marcos não se assustou, com o onda triunfal dos alternantes e também ele escreveu uma linda página no toureio a cavalo .

                                                          FORCADOS
Noite dura, para os Amadores de Santarém, com Lourenço Ribeiro a pegar só ao terceiro intento, após aguentar alguns derrotes chatos.
Ruben Giovety eficiente, a emendar António Goes lesionado após violento derrote.
João Grave numa pega de recurso, após algumas tentativas menos conseguidas.
O Aposento da Moita, teve como solistas Miguel Fernandes que com eficiência emendou Nuno Inácio, derrotado com violência.
José Maria Bettencourt, tudo perfeito, na pega da noite.
Ruben Serafim, a fazer tudo bem realizou, também ele uma boa pega.

José Luís Figueiredo

 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS