quinta-feira, 18 de agosto de 2016

CRÓNICA DE ALCOCHETE - POR JOSÉ LUÍS FIGUEIREDO

Foi com sentimento, mas em ambiente de festa, certamente o "Pitó" assim o desejava, que se realizou, a segunda corrida, da feira do toiro-toiro em Alcochete, na qual foi evocado Ricardo Silva "Pitó", malogrado forcado vilafranquense, que há precisamente 14 anos, foi mortalmente colhido, na praça de toiros da Arruda dos Vinhos.
Alcochete, terra mãe de forcados, que já viveu idêntica tragédia, em boa hora não se
esqueceu do "Pitó".

TOIROS
Saíram à arena, seis imponentes toiros da ganadaria Canas de Vigouroux, com boas condições de lide sobretudo o quarto da ordem, que no final recolheu aos curros sob
forte ovação do público presente.
 
CAVALEIROS
Luís Rouxinol - Arranjar adjectivos, para definir as actuações do Luís, começa a ser
missão espinhosa, pois corremos o risco de ser repetitivos, o Luís ou está bem ou
está (muito) bem, a forma como toureia e sobretudo como "lê" o toiro é unica, para ele todos os toiros têm lide. Cerca de mim, um fã incondicional de Luís Rouxinol dizia
com alguma graciosidade:
- Está a fazer falta um petardo, sempre bem, sempre bem, também não vale.
Sónia Matias - As dificuldades com as montadas, são visíveis, mas raçuda e valente
Conseguiu "dar a volta".
Gilberto Filipe - Boa actuação, o primeiro curto é de campeonato.
Francisco Palha - Noite triunfal,a maestria com que bregou, a forma lenta a deixar-se
ver como partia para o ferro,a mão segura a deixar a ferragem em su sitio,a perfeição
e toureiria nos remates foi divinal  -  Olé toureiro.
Jacob Botero - Perante um toiro áspero, não teve tarefa fácil, mas após um "encontrão" despertou, acertou com as distâncias e desenvolveu uma actuação bem positiva.
Salgueiro da Costa - Limitou-se a cumprir sem grandes momentos.
Rouxinol Jr. - Lidou um toiro, reservado e com falta "de mãos", com classe e inteligência, esteve em bom plano, mas não dispunha de matéria (toiro) para muito
mais.

FORCADOS
Amadores de Vila Franca de Xira - Uma noite, de enorme sentimento e fortemente acarinhados pelo público, onde foi bem visível a presença de vilafranquenses,
sobretudo antigos forcados que desta forma quiseram dizer : - Obrigado Pitó.
Foram solistas, o cabo Ricardo Castelo, Francisco Faria, Vasco Pereira e Rui Godinho, que honraram a memória do Ricardo.
Aposento do Barrete Verde de Alcochete - Noite de gloria para o Aposento - com
excelentes pegas de Marcelo Loia, Bruno Amaro e Rui Gomes todos eles tecnicamente perfeitos, a fazer tudo bem -  Noite de triunfo.

José Luís Figueiredo

 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS