quarta-feira, 31 de maio de 2017

CRÓNICA DA AZAMBUJA - POR JOSÉ LUÍS FIGUEIREDO

Está de parabéns, a empresa Troféu Ganho de José Luís Zambujeira
pela coragem e sobretudo pela seriedade
e respeito, demonstrado pelos muitos aficionados que apesar do mau tempo rumaram à castiça praça da Azambuja. Também os toureiros e demais intervenientes, revelaram um profissionalismo que nos aprás realçar, são gestos destes, que engrandecem a festa e fazem aficionados. O cartel era composto pelos cavaleiros Rui Salvador, Duarte Pinto, Marcos Bastinhas e a
praticante Verónica Cabaço, para as pegas pisaram a arena azambujense, os Amadores do Ribatejo,  Aposento do Barrete Verde de Alcochete e Amadores da Azambuja, que enfrentaram toiros
da ganadaria S.Martinho que na generalidade deram bom jogo. 
A cavalo, destaque para a primeira lide de Marcos Bastinhas, uma boa brega e excelentes ferros, a chegar com calor à bancada e Duarte Pinto com duas excelentes lides, a primeira bem mais consistente, com   uma brega maestra
e ferros com todos os tempos bem marcados, na segunda optou mais
pela espectacularidade, chegando à bancada com força. Justo vencedor do prémio em disputa. 
Nas pegas, boa presença do grupo local, com duas excelentes prestações, com destaque para Bruno Martins que após
uma tentativa, em que não esteve tecnicamente bem, redimiu-se com uma grande pega e para Diogo Amaro, do Aposento do Barreto Verde, que no último, do certame realizou a pega
da tarde levando para Alcochete o troféu em disputa. 
A recolha dos hastados, esteve a cargo de Gabriel Silva e José Manuel Dias
dois maestros na sua função. 
Rogério Jóia dirigiu com a aficion e competência a que já nos habituou.

José Luís Figueiredo

 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS