sexta-feira, 21 de julho de 2017

Os toiros de Manuel Veiga para a corrida deste domingo no Coliseu Figueirense

Os Toiros de Manuel Veiga para a Abertura da Temporada da Figueira da Foz

A empresa Tauroleve apresenta em imagens os toiros da ganadaria de Manuel Veiga que sairão à arena do Coliseu da Figueira da Foz no próximo domingo a partir das 18:00 horas, numa corrida em que irão homenagear as figuras nacionais da tauromaquia Maestros José Júlio, Mário Coelho e Ricardo
 Chibanga.

Após algumas temporadas de destaque, a ganadaria de Manuel Veiga é uma das ganadarias que permite maiores êxitos aos artistas nas mais diversas arenas portuguesas.

A divisa branca e azul de Manuel Veiga iniciou-se no ano de 1830, quando Rafael José da Cunha inicia também a criação de gado bravo; estreia-se em 1837 na Praça do Campo de Santana em Lisboa; seu era também o primeiro toiro português lidado em Madrid, em 1854; oferta de amigos espanhóis, a cabeça
embalsamada desse "Azeitono", ainda hoje se mantem "orgulhosa", na parede frontal da "Casa dos Carros".
Esta ganadaria brava passa depois por vários processos de partilha e quase se extingue; mas, em 1969, os herdeiros Manuel e Carlos Tavares Veiga retomam a tradição e fundam nova Ganadaria, com um lote de vacas de Rafael Calado e sementais Dr. Silva, é aumentada, dois anos depois, com vacas
Cabral Ascensão.

Posteriormente foram introduzidos sementais de Nuñez (Rincon). Cabral Ascensão, Vasconcellos d'Andrade (Alves do Rio - Coimbra) e Oliveiras Irmãos, enquanto um lote de vacas desta última divisa, foi também incorporado na ganadaria. Nos últimos anos foi agregado um semental de
Torrestrella.

A Ganadaria Manuel Veiga,mantém-se na actualidade, pastando na charneca, na sua Herdade de Talasnas, a pouco mais de 30 Km da Quinta da Broa, e ganhou recentemente os dois prémios em disputa no concurso de ganadarias da Segunda Grande Corrida de Toiros O MIRANTE que se realizou em 20 de Maio de 2007 na Chamusca. A ganadaria recebeu os troféus Bravura e Apresentação numa corrida
que teve praça praticamente cheia. 

De relembrar que o cartel é composto pelos cavaleiros Luis Rouxinol – pai e filho – na lide de toiros de Prudêncio, pelos forcados amadores de Montemor, e pelos espadas António João Ferreira e Manuel Dias Gomes, na lide de toiros de Manuel Veiga.






Fotos Florindo Piteira e D.R./@Tauroleve
 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS