quarta-feira, 6 de setembro de 2017

"Honra e responsabilidade" assim encara Padilla a sua presença amanhã, no Campo Pequeno



O Matador de Toiros espanhol Juan José Padilla, que esta quinta-feira actua no Campo Pequeno, considera esta corrida como uma honra e uma responsabilidade e promete superar-se para emocionar os aficionados e os seus seguidores.

Padilla refere ter sempre "sentido muita admiração pela afición do Campo Pequeno, tanto pela forma como valorizam o toureio, como pelo entusiasmo como acolhem as corridas mistas".

Ídolo do público, tanto em Espanha como em Portugal, o diestro recusa definir-se como toureiro: "faltaria à minha humildade se o fizesse, mas o que posso afirmar é que a minha vontade é a de me superar cada dia e, acima de tudo, honrar sempre os aficionados que me vão ver".

Toureiro desde sempre identificado com as corridas duras, refere que "a elas devo em grande parte aquilo que sou, embora nesta fase da minha carreira e da minha vida esteja desfrutando muito da parte, digamos 'simpática' do toureiro, matando outro tipo de encastes".

E num balanço da sua temporada considera-se "feliz e 'a gosto' com os êxitos que têm conseguido nas principais feiras de Espanha, França e Portugal e dá graças a Deus por esses êxitos.

Sublinha também o papel da família ao longo da sua carreira:" são felizes com as decisões que tomo, apoiam-me, acompanham-me sempre que podem... tenho uma família exemplar".
 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS