terça-feira, 29 de maio de 2018

Crónica da corrida de Coruche - por José Luís Figueiredo

No passado domingo, a monumental da capital do Sorraia abriu portas para o primeiro mano-a-mano, outros viram,  certamente de dois jovens toureiros de quem os aficionados muito esperam,


FRANCISCO PALHA e LUÍS ROUXINOL JR. toureiros de estilos antagónicos mas ambos de enorme entrega, buscam constantemente o triunfo, com verdade, sem martingalas, põem a carne no assador, caminham a passos largos para o patamar das figuras do toureio a cavalo.

FRANCISCO PALHA 

A sua evolução é notória é cada vez mais uma certeza. As suas actuações são sinónimo de emotividade, dá vantagens aos toiros, a forma assustadora como aguentou de praça a praça a investida de mais de 600 quilos para cravar com o toiro debaixo do braço,  o risco eminente de uma sorte de gaiola arrepiante e que dizer?... daquele último curto de parar o coração, no seu segundo. 

LUÍS ROUXINOL JR.

Toureio de cariz diferente mas também de enormíssima qualidade ROUXINOL JR
é também apesar da sua juventude uma certeza no panorama actual do toureio a cavalo. Sentiu algumas dificuldades no segundo que se adiantava e tapava a saída à montada, mas nos restantes " abriu o livro " bregas de excelente performance e ferros de nível superior  dos quais destacamos o da imponente porta de gaiola e o par de bandarilhas à Rouxinol com que encerrou a sua triunfal prestação.

FORCADOS 

Ase pegas aos " indesejáveis " Palhas estiveram a cargo dos Amadores de Lisboa e Amadores de Coruche que com estoicismo e arte resolveram o "problema ".

AMADORES DE LISBOA 

Pelos Amadores de Lisboa foram solistas o veterano João Galamba que sem nunca virar a cara à luta consumou à quarta tentativa, Duarte Mira bem e sem dificuldades à primeira também João Varandas naquela que foi a melhor intervenção do grupo lisboeta. 

AMADORES DE CORUCHE 

Abriu praça o cabo José Tomás muito bem a citar, a recuar e a reunir, tecnica mente a melhor pega da tarde, Fábio Casinhas superou bem a "verdura" com enorme querer, tem alma de forcado, o essencial está lá, João Prates Ferreira 
depois de uma durissima reunião (não  está isento de  culpas) aguentou com estoicismo, violentos derrotes,  quis lá  ficar. Grande pega. 

TOIROS

Nota alta para os exemplares da ganadaria Palha que à excepção do quarto da ordem que tocou em sorte?... a Rouxinol Jr., oscilaram entre o bom e o muito bom,  dando desta forma o mote para uma grande tarde de toiros.

José Luís Figueiredo 

 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS