segunda-feira, 21 de maio de 2018

CRÓNICA DA CORRIDA DE ÉVORA POR PEDRO CALADO.


Bonita moldura humana a que preencheu as bancadas da praça de toiros Évora, que apesar de não ter enchido, teve três quartos do seu aforo preenchido, para assistir a uma clássica da temporada: a corrida concurso de ganadarias de Évora. Com um cartel artístico interessante, pautado pelos cavaleiros Luís Rouxinol, Victor Ribeiro que reaparecia esta temporada e Marcos Bastinhas a dar  inicio á sua época, criou-se expectativa que iria ser o confronto na arena dos 3 ginetes. Também os 2 grupos de Forcados; Montemor e Évora com pergaminhos nesta praça e neste festejo, foram outro dos pólos de atracção do cartel Por fim os toiros anunciados, escolhidos entre as ganadarias com cotado prestigio, foram outro dos ingredientes que o cartaz apresentou. Saíram nesta noite á arena de Évora 6 toiros de bonita apresentação, rematados e sérios, das ganadarias (por ordem de lide) Calejo Pires, Condessa de Sobral, Canas Vigouroux, António Silva, Pinto Barreiros e Branco Nuncio, tendo ganho o prémio de apresentação o exemplar de Condessa de Sobral e o de Pinto Barreiros bravura. Coube a Luís Rouxinol lidar o de Calejo Pires e António Silva, dois hastados que não primaram pela bravura, ao que o cavaleiro de Pegões valeu-se da sua experiência, disfarçando alguns entraves que as montadas colocaram. No entanto Luís Rouxinol impôs-se no seu segundo, quando dos ferros curtos para rematar com um bom par de bandarilhas. Vitor Ribeiro foi bafejado com o melhor lote, destacando-se frente ao seu primeiro. No quinto da ordem, o Pinto Barreiros vencedor do prémio bravura, andou com alguma velocidade, sendo a sua prestação de nota suficiente. Marcos Bastinhas frente ao primeiro do seu lote, deparou-se com um toiro que cedo se parou, mostrando alguma debilidade nas mãos, destacou-se nos curtos na forma como cravou e bregou. No que encerrou praça, recebeu-o á porta gaiola, cravando depois 3 compridos com cites de largo e a esperar pelo Nuncio, que foi perdendo andamento. Nos curtos 2 ferros a cambio de boa execução montado no cavalo Sol. Quanto homens das jaquetas de ramagens, não tiveram uma noite nada fácil, mas impuseram-se ás dificuldades que os inimigos levantaram para a concretização das pegas.  Por Montemor foram á cara dos toiros Francisco Barreto, Francisco Borges e João da Câmara. Por Évora foram caras António Alves, João Pedro Oliveira e Ricardo Sousa. Dirigiu com acerto o senhor Marco Gomes.
                                                                                            Pedro Calado

o toiro da ganadaria Pinto Barreiros vencedor do prémio bravura do 59º concurso ganadarias de Évora


 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS