domingo, 27 de maio de 2018

CRÓNICA DA CORRIDA DE ONTEM NA MOITA DO RIBATEJO

Uma mão cheia de  ( quase ) nada, foi o resultado artístico da tradicional corrida de Maio, levada a efeito na bem cuidada praça  Daniel Nascimento. Diga-se em abono da verdade que o elenco artístico era demasiado "curto" e de escassa expectativa.

A empresa apostou nos toiros, um curro da prestigiada ganadaria Veiga Teixeira e nos forcados colocando em confronto directo pela primeira vez, no seu historial os dois grupos locais, os Amadores e o Aposento que sempre viveram de costas voltadas o que é  compreensível, sobretudo  para aqueles, nos quais me incluo, que teem alguma idade e boa memória.


CAVALEIROS 

Em praça estiveram Gilberto Filipe, Filipe Gonçalves, Duarte Pinto, Parreirita Cigano, David Gomes e António Prates que sem pretendermos ser derrotistas estiveram muito aquém  dos " mínimos ". Muitos toques nas montadas, muitos ferros " pescados", muitos abanões, de cabeça tentando culpabilizar os toiros. Enfim muitos... muitos... mas poucos momentos de bom toureio, que também os houve mas em manifesta minoria.

FORCADOS

A montanha pariu um rato e da esperada?... competição vui-se dois grupos em mau momento, sem grandes  soluções para resolver as poucas, pouquíssimas dificuldades com que se depararam, de positivo ocorre-nos apenas a pega de Leonardo Matias do Aposento que pese o senão de se calar durante a investida, esteve bem tecnicamente naquela que foi a pega mais completa da corrida  e Fábio Silva dos Amadores que esteve enorme pegando sozinho pois os colegas não "estavam" na Daniel

TOIROS

Sem ser um curro de campeonato, os toiros de Veiga Teixeira cumpriram dois deles foram mesmo excelentes mas totalmente desaproveitados.

NOTAS FINAIS

Algumas vozes ( as de sempre ), apregoavam a ventos e marés que este não era um cartel digno da Daniel Nascimento. Caros amigos, sem ousar
por em causa os vossos argumentos,
faço apenas uma pergunta, já se esqueceram que na feira de Maio do ano passado? 

Fizeram o passeio na Daniel Nascimento Diego Ventura e Roça Rey dois monstros do toureio mundial e a praça estava às moscas, pois é amigos na bancada e na esplanada do café todos somos bons empresários. 

Um abraço 

José Luís Figueiredo 

 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS