quarta-feira, 26 de setembro de 2018

CRÓNICA DA CORRIDA DO MONTIJO - POR JOSÉ LUIS FIGUEIREDO


Foi boa, muito boa mesmo, a corrida designada por a das Tertúlias, que no passado domingo foi levada a efeito na monumental do Montijo.
O público, que ocorreu à  chamada, compondo a plateia com uma boa moldura humana, certamente não deu 
o seu tempo como perdido.
Foram lidados, seis exemplares de Paulino da Cunha e Silva com excelente apresentação e bravura quanto baste, que proporcionaram aos toureiros e demais intervenientes,  condições adequadas para explanarem a sua arte.
Referente ao toureio a cavalo João Telles, Francisco Palha e Luís Rouxinol Jr. de estilos diferentes, mas todos eles de elevado teor artístico " carimbaram "a sua presença na Amadeu Augusto dos Santos com relevantes e significativos triunfos.
O troféu em disputa foi justamente ganho por Luís Rouxinol Jr. 

As pegas estiveram a cargo dos grupos Tertúlia Tauromáquica do Montijo, Amadores do Montijo é Amadores de Tomar. 
Pela Tertúlia Tauromáquica do Montijo foram solistas Ricardo Carrilho e Márcio Chapa um cabo que não vira a cara à luta. Nos Amadores do Montijo, João Paulo Damásio com a melhor pega da tarde (o júri?? assim não entendeu) e José Suissas foram os escolhidos. 
Vasco Freitas e Hélder Parker com uma grande pega honraram a cidade do Nabão.

Um abraço 
José Luís Figueiredo 
 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS