segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

CRÓNICA DO FESTIVAL DA GRANJA - POR JOSÉ LUIS FIGUEIREDO


Apesar das contrariedades de última hora o festival taurino foi por diante. Não pomos em causa as "certezas" dos que afirmam que o empresa Marco Ramalho é testa de ferro de uma outra vetada pela ANGF tal como não duvidamos que os dirigentes da referida teem conhecimento de situações anteriores em que aconteceu o inverso, ou seja grupos de forcados não associados foram testa de ferro para empresas associadas enfim dois pesos duas medidas, o PAN agradece.
Foram lidados novilhos de Branco Nuncio, David Ribeiro Telles e Romão Tenório que proporcionaram aos toureiros excelentes condições para um proveitoso treino de preparação para os compromissos que se avizinham.
RUI  FERNANDES - Perante um novilho colaborante desenvolveu uma brega envolvente rematada com ferros de excelente colocação . 
FILIPE GONÇALVES - Numa lide em crescendo esteve correcto na ferragem terminando com o "obrigatório" violino e palmo. 
JOÃO MOURA JR. - Aproveitou bem o treino fez tudo com elevada perfeição perante um novilhote bem "à medida" . 
JOÃO TELLES - Também ele com as montadas bem afinadas deliciou-nos com bons momentos de toureiro, após queda aparatosa (o cavalo escorregou ) foi com notório sofrimento físico que continuou a lide num enorme respeito pelo conclave. 
ANTÓNIO PRATES - de inicio sentiu alguma dificuldades perante um novilho que emparelhava, conseguiu superar as adversidades e foram dele os melhores ferros da tarde,demonstrando que está pronto para a alternativa que se avizinha. 
DUARTE FERNANDES - Fazer futurologia em tauromaquia não é de todo aconselhável, sabemos que o caminho é longo que outras prioridades (estudos) condicionam o seu percurso mas: a forma como monta, a toureiria, a classe e temple a perfeição da ferragem não deixam grandes duvidas TEMOS TOUREIRO.  
FORCADOS - Excelente prestação dos Forcados Amadores de Riachos e Académicos de Coimbra que com excelentes pegas dignificaram a arte de pegar toiros . 
AMADORES DE RIACHOS - Foram solistas André Clemente, Ruben Branco e Fábio Tomás.
Gonçalo Amaral, Francisco Gonçalves e Guilherme Carvalho defenderam as cores dos ACADÉMICOS DE COIMBRA. 
NOTA ALTA para os campinos e jogo de cabrestos da Herdade da Machoa. 
Dirigiu e bem o festival o director Agostinho Borges assessorado pelo médico veterinário Matias Guilherme.
Um abraço
José Luís Figueiredo 
 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS