terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

DIA DA TAUROMAQUIA - ANÁLISE POR JOSÉ LUIS FIGUEIREDO


Foi triunfal o dia dedicado à tauromaquia, levado a efeito pela Prótoiro, que teve como palco a monumental lisboeta e zona envolvente, onde decorreram diversas iniciativas de cariz cultural e lúdico que culminaram com um excelente FESTIVAL TAURINO, festival esse que pecou embora compreensivelmente pela opção toureio a duo no referente às lides a cavalo. 
ANTÓNIO TELLES e JOÃO TELLES JR. perante um novilho PASSANHA realizaram uma boa lide demonstrando boa coordenação de movimentos. 
RUI SALVADOR e FRANCISCO PALHA foi o duo que se seguiu lidando um novilho da divisa RIBEIRO TELLES após colhida violenta Salvador puxou pelos galões e com enorme raça e valentia cravou ferros de belo efeito. Francisco Palha, finalmente o Campo Pequeno sentiu o toureio de Francisco com ferros frontais a entrar pelo toiro (à Palha) a empolgar o conclave. 
LUÍS ROUXINOL e FILIPE GONÇALVES, o manso encastado de PRUDÊNCIO que se refugiava em tábuas pôs a nu a falta de coordenação no toureiro a duo superado pelo enorme valor individual dos actuantes.
RUI FERNANDES e JOÃO MOURA JR. bem sincronizados e com um novilho de ROMÃO TENÓRIO bem à medida deliciaram os presentes com actuações de enorme valia "chegando" forte à bancada. 
Na lide apeada ANTÓNIO JOÃO FERREIRA fino muletero não teve perante um novilho de CALEJO PIRES de curtas investidas as condições ideais, no entanto com esforço e persistência logrou estar por cima. 
NUNO CASQUINHA num excelente momento mostrou perante o oponente de CONDESSA DE SOBRAL as razões porque merece tourear mais em Portugal, muito bem no capote, poderoso nas bandarilhas e maestro com a muleta conseguiu excelentes séries disfarçando com astucia e toureiria as dificuldades do de Condessa que apesar de investir fazia-o de cara algo levantada. 
MANUEL DIAS GOMES baseia o seu toureio no temple e quietude e foi isso que fez e bem perante um novilho de FALÉ FILIPE de investida suave. 
FORCADOS - Nas pegas destaque maior foi para MÁRCIO CHAPA cabo da TERTÚLIA  TAUROMÁQUICA DO MONTIJO com uma pega tecnicamente perfeita e para MANUEL PIRES cabo dos AMADORES DO RAMO GRANDE, a "dizer" aos presentes porque é um dos melhores da actualidade, também PEDRO COELHO DOS REIS cabo do APOSENTO DA CHAMUSCA esteve em destaque nas ajudas . Enfim um dia triunfal de praça cheia de portugueses (in)cultos mas orgulhosos das suas tradições que dispensam bem a presença de aberrações, tipo dos retratos e demais monhés. 
O festival terminou ao som do HINO NACIONAL..

Um abraço
José Luís Figueiredo
 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS