segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

V JANTAR DE ENTREGA DE TROFÉUS DO PORTA DOS SUSTOS



Não me querendo nem repetir nem alongar, gostava de por aqui agradecer a todos (e foram muitos) os que se deram ao trabalho de num sábado à noite, em plena temporada, ir aturar dois malucos a Estremoz. 

Há sempre alguma admiração (espanto), para quem nunca foi a um jantar do nosso site, pela forma como ambos conduzimos a noite. 
Ainda que no início, tenhamos todos ficado de lágrimas na cara, inevitável após um ano tão duro como este último foi, para a tauromaquia... toda a noite foi de convívio e camaradagem. Ora para mim, para além da arte e dos toiros,  esta é a melhor parte da tauromaquia. Uma tertúlia de amigos aficionados, onde se fazem homenagens e se entregam troféus. 
Tudo isto, que aqui parece tão simples, tem uma enorme e dispendiosa logística.
Depois, há sempre aquela parte chata, de negar a algumas pessoas a hipótese de privarem connosco, por estarmos com lotação esgotada, e depois, há sempre imprevistos de última hora, que fazem com que fique um ou outro lugar vazio. 
Tirando isto, foi de arrepiar uma sala cheia e inteira a aplaudir os nossos queridos amigos, partidos tão prematuramente, Nené, Penedo, Bastinhas e Emílio. Claro que para todos os outros também, mas estes serão eternamente especiais. 
Ora, contada que está a noite, resumidamente para não maçar, quem mais quiser saber, pode ir para o próximo ano. Resta-me agradecer ao meu Zé Luis, que mesmo estando também ele a atravessar um difícil momento da sua vida, esteve ali cheio de paciência para me aturar, ao meu incansável e querido marido, que está sempre lá para tudo o que preciso, às minhas filhas, ao meu filho, um agradecimento especial, pois ficou a substituir o pai a trabalhar num evento, para que este pudesse estar ao meu lado e a ajudar-me, ao meu pai que também está sempre lá, à minha Mónica e ao chato do Fernando Clemente que eu Adoro de paixão, à minha Bárbara que não pôde estar presente porque está a cobrir o bolsin em Ciudad Rodrigo, aos meus amigos de verdade que também passe o que passe, estão sempre lá, ao Carlos e à Beatriz, pelo excelente jantar e pela ajuda, e finalmente a todos os que me deram o prazer da vossa companhia. É por e para vocês que tudo isto existe. De outra forma, não faria sentido.  
Venham os toiros, que para o ano, estamos de volta se Deus quiser.
Uma excelente temporada para todos.

Maria João Mil-Homens


 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS