terça-feira, 21 de maio de 2019

CRÓNICA DO CONCURSO DE GANADARIAS DE ÉVORA - POR JOSÉ LUÍS FIGUEIREDO

TOIROS, ROUXINOL E FORCADOS



Os toiros foram os triunfadores do tradicional concurso de ganadarias de Évora.Foram lidados exemplares de VEIGA TEIXEIRA, FERNANDES DE CASTRO, MURTEIRA GRAVE, PASSANHA, PINTO BARREIROS e BRANCO NUNCIO, todos eles a proporcionar aos artistas boas condições para desempenhar a sua função.
 A responsabilidade da atribuição dos troféus em disputa BRAVURA e APRESENTAÇÃO esteve a cargo de um júri local, que sem quer pôr em causa os seus conhecimentos sobre a matéria, me apraz registar que vimos corridas diferentes. 
ANTÓNIO TELLES sentiu algumas dificuldades perante o Veiga Teixeira, bravíssimo, mas que apertava, com o de Passanha esteve em plano superior. 
RUI SALVADOR bem no seu primeiro, um bravo e codicioso toiro de Fernandes de Castro, sentiu notórias dificuldades com o de Pinto Barreiros, cumpridor mas algo desligado. 
LUÍS ROUXINOL actuação de elevado teor artístico com o de Murteira Grave, bravo, mas a tapar a saída, voltou a estar muito bem no ultimo do certame, uma montanha de carne (610 quilos) de Branco Nuncio de investidas curtas. 
FORCADOS - Tarde triunfal dos grupos AMADORES DE MONTEMOR e AMADORES DE ÉVORA. 
Pelos montemorenses foram solistas Francisco Borges a emendar Bernardo Dentinho violentamente derrotado, Manuel Ramalho e Vasco Carolino. 
Por Évora foram caras Miguel Direito, José Caeiro e Ricardo Sousa. 
Todos eles em bom plano, mas foram os GRUPOS a ajudar superiormente os TRIUNFADORES.
 A corrida foi bem dirigida por Agostinho Borges assessorado pela médica veterinária Ana Gomes e abrilhantada pela incomparável banda Imparcial 15 de Janeiro de Alcochete. 
Uma palavra para a equipa médica dirigida pelo Dr. António Peças, a forma urgente como prestam assistência aos artistas dentro da arena, indiferentes à presença do toiro é algo fundamental para evitar males maiores.

OBRIGADO amigos.


Um abraço

José Luís Figueiredo

 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS