segunda-feira, 6 de maio de 2019

"EM ESTREMOZ OS SOMMER´S COMPLICARAM."


Com a sua lotação preenchida em cerca de meia casa, realizou-se ontem em Estremoz uma corrida de toiros em que o curro do ganadero José Luís Sommer de Andrade pediram meças aos artistas. Toiros com presença e a concederem poucas facilidades, face á sua querença em tábuas e dureza nas investidas, esperando ou medindo os terrenos dos cavaleiros. Sommer´s a pedirem traquejo e eleição dos terrenos certos aos cavaleiros - em inicio de temporada. Não houve uma lide destacável, apenas o empenhamento dos artista em levar os oponentes de vencida. Francisco Cortes com o seu toureio, em que tenta encontrar toiro em todos os terrenos, esteve em plano meritório. Ana Baptista esforçou-se  mas nem sempre conseguiu atingir os seu objectivos. Manuel Telles Bastos rubricou como se diz na gíria taurina "certinha", mas daí não passou. Marcos Bastinhas com um bom inicio de lide, viria a protagonizar depois um momento de tensão, quando a montada escorrega na viagem para cravar o ferro. Debaixo de alguma tensão continuou deu seguimento á sua actuação finalizando com o par de bandarilhas. Ana Rita iniciou bem a sua actuação nos compridos, depois enveredou por uma actuação , em que sobressaiu o acessório. Finalmente o cavaleiro praticante Manuel Oliveira frente a um dos mais complicados da tarde, mostrou falta de traquejo e estar ainda muito "verde" para tamanhas dificuldades. Quanto aos 3 Grupos de Forcados Amadores: Arronches, Monforte e Académicos de Elvas, não defraudaram as expectativas corrida, que era também concurso de pegas, tendo conquistado o troféu, muito justamente, os Acad. de Elvas na pega ao terceiro da tarde. Dirigiu com acerto o senhor Marco Gomes. Destaque ainda, mas desta feita pela negativa, para o mau estado do piso da arena, pesadíssimo: "propicio para o cultivo de um batatal".

                                                                         Firmino Martins
 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS