segunda-feira, 24 de junho de 2019

CRÓNICA DE ALCOCHETE- POR JOSÉ LUÍS FIGUEIREDO



A castiça praça de toiros de Alcochete, sabiamente dirigida por Margarida Cardoso e António José Cardoso, filhos do saudoso e histórico empresário António Manuel Cardoso "Nené", foi no passado sábado, palco para a alternativa do cavaleiro ANTÓNIO PRATES que apesar da sua juventude é já uma certeza do toureio a cavalo. Prates, algo nervoso, o que é compreensível no toiro da cerimónia, abriu o livro no que encerrou a noite com uma estupenda actuação abrilhantada com ferros de antologia, quiçá mesmo os melhores da noite. ANTÓNIO TELLES regular no seu primeiro, subiu de tom no segundo com uma actuação mais coincidente com o real valor do maestro da Torrinha. FRANCISCO PALHA duas enormes actuações, com ferros à PALHA "indiferente" ás mazelas físicas soma e segue triunfo após triunfo de vento em popa. AMADORES DE ALCOCHETE pelo grupo local foram solistas Manel Pinto, Manuel Teixeira Duarte e António José Cardoso, todos eles bem com destaque para o pegão de Manel Pinto. AMADORES DE CORUCHE Tiago Lourenço, António Tomás e José Macedo Tomás defenderam as cores do Sorraia, de realçar a atitude de Tiago Lourenço ao repetir a sorte, pois na primeira tentativa saiu da cara do toiro, um gesto que define os verdadeiros forcados. TOIROS imponentes em apresentação os exemplares de ANTÓNIO CHARRUA pecaram no referente a bravura, o terceiro e quarto foram bons, mas os restantes saíram algo andarilhos e distraídos, não se fixando o que numa arena de reduzidas dimensões é bastante complicado.


Um abraço

José Luís Figueiredo

 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS