quinta-feira, 20 de junho de 2019

PróToiro prepara reação às ilegalidades na Póvoa de Varzim

A *PróToiro – Federação Portuguesa de Tauromaquia* alerta para o reiterado
incumprimento da lei verificado na Póvoa de Varzim. A decisão da autarquia
demolir a Praça de Touros e a inútil proibição de touradas na cidade são
violações claras e inequívocas às obrigações legais a que os diferentes
níveis de poder - Local e Central - estão obrigados.


Basta para isso recordar os nº 1 e 2 do artigo 78º da Constituição da
República Portuguesa: “Todos têm direito à fruição e criação cultural, bem
como o dever de preservar, defender e valorizar o património cultural” e
“Incube ao Estado (…) Promover a salvaguarda e a valorização do património
cultural, tornando-o elemento vivificador da identidade cultural comum”.


Os próximos dias serão determinantes na definição do caminho a seguir pela
PróToiro que, naturalmente, está a acompanhar com atenção todo este
desfilar de ilegalidades praticadas pela câmara municipal da Póvoa de
Varzim.


Na defesa da cultura tauromáquica, a PróToiro reitera que tudo está a fazer
para impedir devaneios de políticos, cujo único objetivo é dividir e
reescrever uma história marcada pela liberdade e respeito pela diversidade
cultural. Não deixaremos nunca que estes revisionistas apaguem da realidade
uma atividade cultural como a tauromaquia.


 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS