sábado, 31 de agosto de 2019

SALVATERRA, NEM BOM VENTO NEM BOM CASAMENTO - CRÓNICA DE SALVATERRA - POR JOSÉ LUÍS FIGUEIREDO



Nem sempre justo, o velho proverbio atribuído a " nuestros Hermanos ", assenta neste caso, como uma luva em relação aos exemplares da ganadaria DOLORES AGUIRRE, UMA AUTÊNTICA boiada, montanhas de carne e mansidão que complicaram de sobremaneira a tarefa a toureiros e forcados, não permitindo a Manuel Telles Bastos, Rouxinol Jr. e António Prates explanar a sua arte, do mesmo mal sofreram os forcados   Amadores de Montemor e Amadores de Lisboa. Enfim uma noite para esquecer, ou melhor para recordar para que não se repita.
MUITO BOM, estupendo foi o comportamento do novilho de José Palha, de campeonato, do melhor que vi esta temporada, ao qual o jovem António Telles, produto made in Torrinha, respondeu com uma fabulosa actuação, que garante, como se duvidas houvesse, que estamos perante um promissor  toureiro de enorme dimensão, também José Maria Marques, jovem forcado montemorense executou uma pega tecnicamente perfeita.


Um abraço

José Luís Figueiredo


GALERIA DO SOCIAL EM SALVATERRA A 30 DE AGOSTO


















































































 
Copyright © 2013 PORTA DOS SUSTOS